As Ricas Horas do Duque de Berry

As Ricas Horas do Duque de Berry
As Ricas Horas do Duque de Berry. Produção dos irmãos Limbourg - séc. XV. Mês de novembro

sexta-feira, 15 de março de 2013

Um homem chamado Francisco

Nesta última quarta-feira, 13 de março de 2013, depois de 5 escrutínios, o Colégio dos Cardeais elegeu para assumir o "trono de São Pedro" o cardeal Jorge Mário Bergoglio: o 1º latino-americano eleito e num sinal de grande esperança face às tensões que a Igreja Católica tem vivido, escolheu como nome "Francisco".

Bergoglio é um jesuíta e nesta ordem há a figura ilustre de Francisco Xavier (1506-1552), um dos fundadores da Societas Jesu ou Companhia de Jesus, juntamente com Inácio de Loyola (1491-1556), ordem que teve um papel central na evangelização do Novo Mundo, sendo responsável pelos colégios e escolas que deveriam doutrinar e educar os indígenas, bem como os colonos e suas famílias, mantendo a forte presença da Igreja Católica Romana nas terras americanas como um contrapeso às tensos do continente europeu, que atravessou os séculos XVI e XVII em guerras religiosas que opuseram católicos e os chamados "protestantes", cristãos que romperam com Roma ao seguirem Lutero, Henrique VIII e João Calvino.

Francisco Xavier ficou conhecido como o "Evangelizador do Oriente", pois levou a mensagem cristão à Índia e ao Japão, mas seu sucesso não foi tão significativo no Oriente quanto o processo desempenhado por outros jesuítas nas Américas. 

Já a história de Francisco de Assis (1182-1226) apresenta um jovem que, dotado de todo o conforto material, rompe com tudo e se entrega a uma vida de pobreza, amor e caridade, tendo a sublime dedicação aos ensinamentos de Jesus Cristo.

 Afresco de Giotto di Bondone, Basílica de São Francisco, Assis, Itália

A imagem acima,pintada por Giotto entre 1297-99, mostra o momento que o jovem Giovanni (seu nome de batismo) renega a riqueza da família, tendo seu pai Pietro (vestindo amarelo) ficado em fúria, mas é detido por um outro homem de vestes vermelhas, que segura seu braço, evitando que Pietro agrida o filho, naquilo que seria "exercer o pátrio poder" e acabar com aquela vergonha para ele e a família.

O apelido "Francesco" deriva do período que o jovem Giovanni passou na França e das raízes francesas de sua mãe e assim, teremos o nome Francisco. Na imagem de Giotto, Francisco contempla a mão de Deus que aparece nos seus, aparentemente despreocupado com o que acontece na terra, mas ao mesmo tempo, tem sua "nudez" protegida pelo bispo, que o cobre com sua capa, porém é muito importante perceber que Francisco está com "os olhos direcionados para Deus" e "voltado de costas para o clero", simbolizado pelo bispo.

Neste contexto, começam a surgir as ordens mendicantes, irmandades religiosas que pregam a pobreza e condenam o luxo e a ostentação de Roma, destacando-se a Ordem dos Irmãos Menores, fundada por Francisco de Assis que abandonou todos seus bens, pregando voto de pobreza. 

Há o famoso episódio do sonho do papa Inocêncio III (1198-1216): : o sonho do Papa Inocêncio III. Este viu em sonhos que a Basílica de São João de Latrão, a igreja mãe de todas as igrejas, estava desmoronando e que um religioso pequeno e insignificante a escorava com os ombros, para que não caísse. É interessante notar, por um lado, que não é o Papa quem ajuda para que a Igreja não caia, mas um religioso pequeno e insignificante, que o Papa reconhece em Francisco quando este o visita.

 Afresco de Giotto di Bondone, Basílica de São Francisco, Assis, Itália



No intuito de trazê-las para o controle da Igreja, Inocêncio III reconheceu a Ordem dos Irmãos Menores em 1209, mas essa sorte não recaiu sobre outros movimentos que insistiam na contestação do poder e da riqueza da Igreja, que foram duramente perseguidos pela Inquisição. Francisco morreu em 1226 e foi canonizado dois anos depois.

A figura do pobre de Assis, com certeza, nos aponta um momento de esperança para estes tempos tão difíceis, mas em seu exemplo, o exercício da fé autêntica e da busca espiritual, nos colocam um pouco de luz para atravessarmos as dificuldades que cercam a construção de uma sociedade justa, plena em Paz e que possa aceitar as diferenças, fazendo com que haja respeito e união entre todos.









Nenhum comentário:

Postar um comentário