As Ricas Horas do Duque de Berry

As Ricas Horas do Duque de Berry
As Ricas Horas do Duque de Berry. Produção dos irmãos Limbourg - séc. XV. Mês de agosto

domingo, 2 de novembro de 2014

Roteiro de estudo Revisão ENEM 2014 Parte III

Continuando nossa revisão...

Competência de área 3 - Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais.

H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
H12 - Analisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades.
H13 - Analisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou

rupturas em processos de disputa pelo poder.
H14 - Comparar diferentes pontos de vista, presentes em textos analíticos e interpretativos, sobre situação ou fatos de natureza histórico-geográfica acerca das instituições sociais, políticas e econômicas.
H15 - Avaliar criticamente conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos ou ambientais ao longo da história.

A competência 03 tem por objetivo analisar a organização das sociedades humanas a partir de suas próprias estruturas (as instituições e os grupos sociais), tendo por orientação o dinamismo que envolve a constituição de uma sociedade, um sistema de governo, grupos relacionados direta ou indiretamente, além de se pensar nas relações de tensão presentes dentro do próprio corpo social.
Uma sociedade, seja no passado, seja no presente, conviveu e convive com as necessidades da geração de recursos para sua manutenção (sistemas produtivos), fato que implica na organização da sociedade, na construção de seus valores e de suas crenças e assim, seus membros são envolvidos no controle desses modos de produção ou explorados por que os controla/controlava.

Enem 2011 - Prova Azul - Q03 - Gabarito: E


Movimento dos Caras-Pintadas

Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br. Acesso em: 17 abr. 2010 (adaptado).

O movimento representado na imagem, do início dos anos de 1990, arrebatou milhares de jovens no Brasil.Nesse contexto, a juventude, movida por um forte sentimento cívico,

A) aliou-se aos partidos de oposição e organizou a campanha Diretas Já.
B) manifestou-se contra a corrupção e pressionou pela aprovação da Lei da Ficha Limpa.
C) engajou-se nos protestos relâmpago e utilizou a internet para agendar suas manifestações.
D) espelhou-se no movimento estudantil de 1968 e protagonizou ações revolucionárias armadas.
E) processo de impeachment do então presidente Collor.
Apesar do uso do recurso iconográfico (foto), a questão não pedia necessariamente a análise da imagem, mas se oferecia uma informação sobre o tema abordado, porque a imagem era acompanhada de um título ("Movimento dos Cara-Pintadas") e no enunciado apareciam as expressões "juventude" e "jovens", associando-os a um "forte sentimento cívico", quer dizer, manifestavam-se como parte de um sociedade descontente para com os atos de seus governantes, já que um dos deveres dos cidadãos é fiscalizar e cobrar seus governantes. 
Desse modo, ficava claro, mesmo sem a foto que o movimento teve uma intensa participação da juventude e a questão pedia para relacionar este episódio com seu contexto histórico, oferecendo inclusive, a data relacionada: "início dos anos 1990".

A alternativa A fala da organização da oposição para a campanha "Diretas Já", porém, esta movimentação social ocorreu em 1984, no final do Regime Militar e não teve uma relação com o contexto pedido, tornando-se errada.

A alternativa B apresenta uma relação correta entre o movimento contra a corrpução, mas o relaciona com a Lei da Ficha Limpa, fenômeno posterior a 2010, tornando-se portanto, incorreta.

A alternativa C menciona uma relação com os "protestos relâmpago" e com a "internet" para a mobilização da juventude. Ambos os temas são de épocas distintas ao contexto dos anos 1990: os protestos relâmpago são do auge da repressão do regime Militar (1968-70) e a mobilização via redes sociais da década de 2010 e assim, a alternativa esta errada.

Na alternativa D apresenta-se uma relação com o movimento estudantil francês de maio de 1968 e também com a luta revolucionária armada, porém este era o contexto da década de 1960 e não de 1990, quando os "Caras-Pintadas" saíram às ruas pacificamente, sem o uso ou incitação à violência ou radicalização (guerrilha).

A alternativa E é a correta, pois faz a exata correlação entre os "Caras-Pintadas", seu momento (1992) e seu objetivo: o processo de impeachment do presidente Collor, que naquele contexto era acusado de crime de responsabilidade no exercício de sua função, além de tráfico de influências e corrupção.

Competência de área 4 - Entender as transformações técnicas e tecnológicas e seu impacto nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social.

H16 - Identificar registros sobre o papel das técnicas e tecnologias na organização do trabalho e/ou da vida social.

H17 - Analisar fatores que explicam o impacto das novas tecnologias no processo de territorialização da produção.

H18 - Analisar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas e suas implicações sócio-espaciais.

H19 - Reconhecer as transformações técnicas e tecnológicas que determinam as várias formas de uso e apropriação dos espaços rural e urbano.

H20 - Selecionar argumentos favoráveis ou contrários às modificações impostas pelas novas tecnologias à vida social e ao mundo do trabalho. 

A competência 04 faz uma análise das relações de produção com as novas tecnologias, especialmente o desenvolvimento da informática e seus impactos (positivos ou negativos) na sociedade contemporânea, uma vez que este campo do conhecimento se tornou um setor produtivo (de conhecimento e de recursos), deixando a posição de "mero instrumental" para ser um espaço privilegiado de circulação de informações, de relacionamento entre pessoas e o acesso ao conhecimento, bem como, um novo e significativamente abrangente meio de comunicação, fato este que implicou até no surgimento de novas categorias de empresas (virtuais) e de um índice mercadológico específico para aferir sua valorização e realizar suas negociações,o NASDAQ, além de muitas empresas abrirem seu capital nas bolsas de valores convencionais como fora o caso dos "gigantes da internet" Google, Facebook, Yahoo, entre outros.

Enem 2011 - Prova Azul - Q16 - Gabarito: C

Estamos testemunhando o reverso da tendência histórica da assalariação do trabalho e socialização 
da produção, que foi característica predominante na era industrial. A nova organização social e 
econômica baseada nas tecnologias da informação visa à administração descentralizadora, ao trabalho individualizante e aos mercados personalizados. As novas tecnologias da informação possibilitam, ao mesmo tempo, a descentralização das tarefas e sua coordenação em uma rede interativa de comunicação em tempo real, seja entre continentes, seja entre os andares de um mesmo edifício.
                    CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2006 (adaptado).

No contexto descrito, as sociedades vivenciam mudanças constantes nas ferramentas de comunicação que afetam os processos produtivos nas empresas. Na esfera do trabalho, tais mudanças têm provocado 

A) o aprofundamento dos vínculos dos operários com as linhas de montagem sob influência dos modelos orientais de gestão.
B) o aumento das formas de teletrabalho como solução de larga escala para o problema do desemprego crônico.
C) respostas às demandas por inovação e com vistas à mobilidade dos investimentos.
D) a autonomização crescente das máquinas e computadores em substituição ao trabalho dos especialistas técnicos e gestores.
E) o fortalecimento do diálogo entre operários, gerentes, executivos e clientes com a garantia de 
harmonização das relações de trabalho.


Através de um fragmento de texto, a questão apresenta o processo de transformação das relações de produção e trabalho dentro do que entendemos por 3a Revolução Industrial, onde a tecnologia de informação alterou as rotinas de trabalho, as dinâmicas funcionais nas empresas e a atuação dentro do próprio mercado de trabalho, especialmente por novas possibilidades como conferências on line, possibilidade de trabalho em casa a partir de tarefas e metas a cumprir, bem como a multiplicação de produtos relacionados às práticas comerciais, serviços, circulação de informação e de produção de conteúdos destinados a atender  novas demandas para os sistemas de comunicação, educação e informação.

A alternativa A fala em "aprofundamento dos vínculos entre operários com as linhas de montagem ", enquanto o texto fala em "indiviualização" e "gestão descentralizadora" , fazendo com que as ideias do enunciando estejam contrárias às da alternativa, o que a torna errada. Vale destacar que o "modelo oriental de gestão" citado é o toyotismo, inspirado da montadora de automóveis Toyota que, a partir dos anos de 1970, reduziu sua produção, não trabalhando mais com a acumulação de carros em grandes pátios, tal qual um estoque, e sim pelo sistema de demanda: a produção aumenta quando a demanda aumenta e se houver redução da demanda, o mesmo ocorrerá com a produção. Este método de produção também é chamado de on demande.

Na alternativa B, o desemprego é citado como um problema e a sua solução seria a implementação do aumento de formas de "teletrabalho", mas sabemos que a informatização tende a reduzir o número de empregados necessários e mesmo que alguns setores necessitem de muitos funcionários, a rotatividade é grande e o próprio mercado tem suas limitações, tornando assim, a alternativa errada.

A alternativa C é a que melhor se relaciona com o fragmento de texto e o processo de mudança das relações de produção que orientam a pergunta, pois se a informática deixou de ser simples ferramenta e se tornou um setor que "respira" inovação, buscando manter seus clientes, tendo que investir de modo constante na geração de produtos, rastreando as novas tendências e verificando a capacidade de retorno perante os clientes.

Na alternativa D, encontra-se errada, pois dá a entender que as máquinas estariam "assumindo" o lugar dos homens no controle da gestão e administração, uma visão bem possível na ficção científica e não no atual momento do capitalismo que vivemos.

Na alternativa E, fala-se do "fortalecimento do diálogo entre operários, gerentes e executivos" e "harmonização das relações de trabalho", enquanto o texto fala na mudança das relações, da individualização e descentralização das tarefas, não citando nada de "operariado" ou "harmonização das relações de trabalho" e assim, esta alternativa torna-se errada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário